Este artigo tem apenas fins informativos e não será mais atualizado pela Seagate.

Serial Attached SCSI Frequently Asked Questions

Ouviu falar da Serial Attached SCSI e quer saber mais? Abaixo estão as respostas para perguntas freqüentes sobre essa inovação em tecnologia de armazenamento corporativo.

1. Qual a diferença entre Serial Attached SCSI e Parallel SCSI?

Serial Attached SCSI (SAS) é uma evolução da parallel SCSI, uma tecnologia comprovada que tem sido a base do armazenamento corporativo há mais de duas décadas. A SAS conta com a confiabilidade incontestável da parallel SCSI para oferecer melhorias significativas de desempenho, escalabilidade e compatibilidade.

Voltar ao início

2. As interfaces paralelas não são mais rápidas do que as seriais?

Antigamente, as interfaces paralelas eram preferíveis porque seus vários caminhos de dados permitiam um rendimento melhor do que o caminho de dados único das interfaces seriais. No entanto, recentes avanços da tecnologia VLSI permitiram que as taxas de transferência seriais dessem um grande salto, sem os problemas complexos de tempo, que impediam um maior desenvolvimento da interface paralela. Comparada à parallel SCSI, a Serial Attached SCSI agora apresenta um maior rendimento e um grande potencial para desenvolvimento no futuro.

Voltar ao início

3. Isso significa que a parallel SCSI agora é obsoleta?

Não necessariamente. A Parallel SCSI tem, há muito tempo, um papel importante no armazenamento de dados corporativos e continuará presente. A Serial Attached SCSI é um complemento necessário que corresponde à extraordinária confiabilidade e robustez de sua reconhecida antecessora, ao mesmo tempo em que expande significativamente a estrutura SCSI em termos de velocidade, escalabilidade e flexibilidade.

Voltar ao início

4. A migração da parallel SCSI para SAS é complicada?

A facilidade de migração foi uma das principais preocupações quando a Seagate e outros participantes do setor se juntaram para definir os padrões da Serial Attached SCSI. A SAS foi projetada especialmente para aproveitar os conjuntos de comando SCSI já existentes, preservando seu investimento em gerenciamento de armazenamento e software corporativo. E, diferente das soluções ATA, não é necessária nenhuma alteração no sistema para implantar unidades SAS.

Voltar ao início

5. Qual a diferença entre Serial Attached SCSI e Serial ATA?

A Serial Attached SCSI é uma solução corporativa que vai além da interface para oferecer mais desempenho, confiabilidade e escalabilidade, exigidos em aplicativos destinados a atividades cruciais. A Serial ATA é, principalmente, uma solução de desktop adequada para uso em ambientes com pouca atividade, onde o baixo custo é a prioridade.

Voltar ao início

6. A SAS e a Serial ATA são compatíveis?

Sim, a compatibilidade com a Serial ATA é uma das características principais da Serial Attached SCSI. Os backplanes e as controladoras da SAS são totalmente compatíveis com a Serial ATA, permitindo conectividade para ambos os tipos de unidades em um backplane comum, diminuindo os custos de infra-estrutura. Os gabinetes da SAS oferecem enorme flexibilidade para negócios em expansão, que podem implantar unidades Serial ATA quando os requisitos de armazenamento forem poucos e, depois, simplesmente adicionar unidades SAS conforme as necessidades da evolução do negócio. Isso garante a liberdade para especificar a unidade adequada para o aplicativo: SAS para desempenho e confiabilidade on-line e transacional, Serial ATA para nearline e tarefas de restauração e backup.

Voltar ao início

7. O que é um expansor Serial Attached SCSI?

Os expansores são essenciais para a notável escalabilidade da Serial Attached SCSI. Cada uma dessas chaves de baixo custo permite que até 128 conexões ponto a ponto sejam feitas a partir de um único gabinete ou HBA e um total de 16.384 dispositivos SAS possam ser agregados, mantendo o desempenho e a confiabilidade. Por outro lado, a parallel SCSI impõe um limite de quinze dispositivos por cadeia de SCSI e limita severamente o comprimento total do cabo.

Voltar ao início

8. A Serial Attached SCSI será disponibilizada no novo formato corporativo de 2,5 polegadas?

Claro! O cabeamento e os conectores compactos da Serial Attached SCSI são perfeitos para esses dispositivos menores. Considerando a economia significativa de espaço, uma maior eficiência de energia e o fluxo de ar aprimorado, as unidades SAS de 2,5 polegadas permitem a consolidação do hardware servidor/armazenamento em configurações mais compactas, com maior densidade de disco, produzindo mais IOPS/U, menor custo total de propriedade (TCO) do sistema e melhor resfriamento da CPU do servidor.

Voltar ao início

9. A SAS substitui a Fibre Channel?

De modo algum. A Serial Attached SCSI e a Fibre Channel são soluções corporativas avançadas com atributos específicos que influenciam em sua adequação para um determinado aplicativo. A SAS oferece um desempenho extraordinário e uma escalabilidade excepcional em um nível local. A Fibre Channel é adequada para grandes usos em corporações: por exemplo, uma Storage Area Network (SAN) devido a sua capacidade de suportar até 16 milhões de endereços e ter distância de cabeamento máxima de dez quilômetros.

Voltar ao início

10. Quando as unidades Serial Attach SCSI estarão disponíveis?

A Serial Attached SCSI já encontra-se disponível. A Seagate começou a acelerar o desenvolvimento das unidades Serial Attached SCSI em meados de 2003, disponibilizando amplamente as soluções SAS em março de 2004.

Voltar ao início